Você piscou e o ano passou voando. Já já a Black Friday está aí e que data melhor para alavancar suas vendas online do que essa? Então, você está pronto para planejar seus anúncios de Black Friday?

Para se ter uma ideia, no ano passado, o final de semana do evento movimentou R$ 3,92 bilhões, de acordo com um estudo do Ebit/Nielsen. Por isso, neste post, vamos mostrar como gerar leads com antecedência para atingi-los de forma eficiente até o dia 29 de novembro. Vamos nessa?

Planejamento é a chave

É comum que as lojas virtuais gerem leads durante a própria Black Friday. Essas pessoas conhecem os e-commerces no fim de semana do evento, fazem um cadastro, mas não necessariamente compram alguma coisa. A partir daí, as lojas ficam com os contatos delas para tentar fazer vendas depois.

É claro que essa é uma estratégia válida para tentar vender depois para quem ainda não se animou. Mas já pensou se você pudesse ter esses cadastros na mão para atingi-los na época em que as pessoas estão mais propensas a fazer compras online? Se você antecipar alguns dos seus anúncios de Black Friday antes do evento, é possível fazer isso.

Gerando leads

Organize-se para criar uma campanha no início do mês de outubro. O objetivo aqui será gerar leads que você vai nutrir até o dia 29 de novembro, data da Black Friday em 2019. Você vai criar anúncios, seja nas redes sociais ou no Google Ads, segmentados para seu público, oferecendo algum benefício.

Lembre-se: para que o cliente aceite te dar alguns de seus dados (e-mail ou telefone, por exemplo), você deve oferecer algo interessante para ele em troca. Pode ser um conteúdo exclusivo, como um e-book, um brinde em uma compra no seu site, frete grátis ou algum desconto. É claro que você sempre quer vender mais, mas não ache que tudo está perdido se isso não acontecer agora.

Lembra de quando falamos no começo do texto que algumas empresas usam os leads gerados durante a Black Friday para tentar vender depois? Você vai fazer a mesma coisa, mas com antecedência. Só que, agora, você pode impactar novamente tanto quem já comprou nessa primeira campanha quanto quem não comprou, mas deixou o e-mail em seu cadastro.

Nesses anúncios do início de outubro, você não precisa citar a Black Friday ainda. Seus clientes não precisam saber que essa ação faz parte de uma estratégia maior. O importante é que eles enxerguem o benefício e topem te dar seus contatos.

Quando o usuário clicar no seu anúncio, você deve direcioná-lo a uma landing page específica da promoção, falando quais produtos têm o desconto anunciado, explicando o que está sendo oferecido e pedindo o cadastro para que ele possa ganhar o benefício. A partir daí, você começará a coletar as informações dos seus potenciais clientes, que serão impactados mais diretamente pelos seus anúncios de Black Friday.

Nutrindo os leads

Com os contatos em mãos, você pode começar suas ações específicas de Black Friday, já pensando no fim do mês de outubro e durante todo o mês de novembro. Seja ao criar anúncios no Facebook, no Instagram, segmentando a partir da sua lista de contatos para fazer remarketing ou disparando e-mails promocionais.

A vantagem aqui é que você estará impactando pessoas que tiveram contato com sua marca antes e já haviam demonstrado interesse pelos seus produtos e serviços anteriormente. Por já conhecerem sua marca, a chance de comprarem aumenta — ainda mais com os descontos da Black Friday.

As vantagens do e-mail marketing

Se você não sabe bem por onde nutrir esses leads ou não tem verba suficiente para fazer anúncios em todas as plataformas possíveis, a sugestão que fazemos é a do e-mail marketing. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, essa ainda é uma ferramenta poderosa na hora de aumentar as conversões do seu e-commerce.

Uma pesquisa da Pew Research mostra que 92% dos adultos que acessam a internet no mundo utilizam o e-mail. Além disso, diferentemente dos algoritmos de redes sociais, ao enviar um e-mail, você sabe que o destinatário vai receber. Cabe apenas a você e a sua equipe caprichar nos conteúdos e assuntos para que os usuários se sintam motivados a abri-los.

Pensando especificamente na estratégia para a Black Friday, existem algumas coisas que você pode fazer para aumentar ainda mais a eficácia dos seus e-mails:

1- Separe seus contatos de acordo com os produtos em que demonstraram interesse. Se, por exemplo, você vende camisas e camisetas, não mande os mesmos e-mails para toda a sua base. Mande e-mails sobre camisetas para quem se interessou por camisetas e sobre camisas para quem se interessou por camisas. Assim, a chance de que as pessoas cliquem no e-mail aumentam.

2- Coloque urgência nas suas mensagens. Quando fizer sua comunicação da Black Friday, utilize gatilhos mentais. Frise que suas promoções são por tempo limitado ou que há poucas peças no estoque com desconto. Dessa forma, os clientes não deixarão para depois.

3- Mande mensagens humanizadas. As pessoas não gostam de falar com máquinas. Apesar de serem utilizadas ferramentas automatizadas para o disparo de e-mails marketing, você pode tornar sua comunicação mais próxima de uma conversa, aumentando assim o interesse e o engajamento do seu público. Uma forma de fazer isso é por meio do storytelling, ou seja, escrever suas mensagens de forma a contar uma história para prender a atenção dos usuários.

Sabe aqueles e-mails marketing que você recebe e parece que foram escritos por alguém que te entende e sabe exatamente o que você está procurando? É isso que você deve tentar fazer para engajar seus clientes!

E aí, pronto para criar uma estratégia para a Black Friday com antecedência? É hora de arregaçar as mangas e começar o trabalho. Boas vendas!

Informações autor:
Victoria Salemi é a editora responsável pelas parcerias de conteúdo da Nuvemshop, a maior plataforma de e-commerce da América Latina em lojas ativas. Formada em Jornalismo, ama escrever e tornar assuntos complicados acessíveis a todos!



Share This